Bem vindo à Ciranda do Mundo Poeta!

E Ele disse:

- Faça-se!

E foi feito.

E o Poeta acrescentou:

- Sonhe!

E foi concretizado.

Mundo Poeta Deixe a sua marca

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ciranda do Mundo Poeta
 

 

Mundo Virtual/Alternativo

Óh! Nébula soberana deste Espaço!
Em cujo úbere pulcro e dilatado
abrolhou e perpetrou paço,
o tetracúspide poético e fúlgido!

Conseqüente da imaginação ultrajada
no idealizador malcontente,
pois o plano qual habitava
jaz baldado e demente.

O perdedor arrojou malogro,
o ganhador esfaimado, deglutiu...
A querela incumbiu fracasso,
a fé testemunhou, afastou-se e riu.

O sonhador desarrimou...
Pranteando, fundou meta
Um novo Mundo arquitetou,
titulou-o: Poeta!

Do joio, o trigo separou...
Tornou-se semeador,
em Cavaleiro Mago demudou.
Há uma fada! E um dragão, seu mentor.

E da terra escalavrada
brota bondade e poesia!
Onde o real, é fantasia inigualada
e o racional, pura utopia...

Nem desdenhem a quimera!
Não foi a tal que fez mansão
postou bordo quão mazela
promovendo nesta Terra,
a cruel devastação.

 
Cavaleiro Errante



hit counter

 
Copyright Roberto Oliveira - robnetrj - 2003 - 2006.